Imagem capa - Amamentar deitada por Karina Ferreira Frias

Amamentar deitada

Amamentar deitada pode e deve ser incentivado.

O Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam a amamentação deitada. 

A posição deitada promove conforto e descanso para a mãe, é uma excelente alternativa para a amamentação noturna além de ser muito relaxante para o bebê. 

Os corpos se mantém conectados, promovendo o contato pele a pele.

A amamentação deitada até uns anos atrás não era indicada porque acreditava que essa posição gerava otite, mas isso é MITO!

O pediatra espanhol Carlos Gonzáles no livro manual de aleitamento materno, diz que os bebês que mamam no peito tem menos problemas de otite do que aqueles que mamam deitados utilizando uma mamadeira.

Isso ocorre porque o movimento que o bebê faz no peito é totalmente diferente do que ocorre na mamadeira, além da diferença do leite. 

O leite artificial, diferente do leite humano, não possui anticorpos e favorece a rápida proliferação de bactérias levando a otite. 

Para mamar no peito o bebê precisa sugar muito mais forte que na mamadeira, ao fazer essa pressão, a tuba auditiva se fecha e o leite não consegue passar.

Ou seja, amamentar deitada não traz nenhum risco. 

Compartilho a imagem abaixo da @amamentebem para demonstrar as variações de posições.

Permita-se!