Imagem capa - Vou ser pai por Karina Ferreira Frias

Vou ser pai

Vou ser pai! Essa é a frase que marca a chagada do filho e também representa uma grande transformação na vida do casal e do homem. As mães possuem um instinto que as prepara física e emocionalmente para abrigar o bebê durante os nove meses de gestação, mas isso não quer dizer que o futuro papai não possa se apropriar desse vínculo de amor que se inicia durante a gravidez, se concretiza no nascimento e dura para sempre.

O apoio do pai é essencial para o bebê, ele vai sentir essa presença na voz, aproveite para conversar com a barriga, no toque ao sentir os movimentos fetais, nas emoções da mãe quando o companheiro se aproxima, no dia a dia acompanhando em atividades rotineiras como o pré-natal, participando diretamente nas dúvidas relacionadas a saúde da mãe e bebê, ambos vivenciando essa nova experiência.

É comum o casal ficar apreensivo com o momento do parto, o pai em especial por acompanhar uma série de mudanças na vida da mulher, são milhares de pensamentos e dúvidas. É nesse momento que a busca por informação é uma aliada, pode ser através de grupos e cursos, do médico que acompanhará a gestação e até através de psicoterapia. O conhecimento adquirido, á medida que os meses passam, aliado ao pré-natal regrado e com o auxílio dos profissionais envolvidos no processo tornarão o período de espera mais tranquilo.

É hora de você aproveitar seu filhão, acompanhar todos os passos e ser feliz ao lado de sua família.